Análise da ética e da argumentação da informação a partir do filme “obrigado por fumar”

Rhaoni Picoli; Ana Carolina Greef; Camila Manfrinatto.
Ensaio apresentado à disciplina de Introdução à ciência da Informação.

O filme “Obrigado por fumar” de 2006 apresenta um lobista que trabalha para uma empresa de tabaco, sendo responsável pela comunicação e pela distorção das informações relativas aos malefícios inerentes a prática de fumar. O personagem extremamemovies-72nte habilidoso na arte de se comunicar e de manipular consegue transformar aspectos negativos em positivos, enganando a toda uma população.

Na vida real o mesmo ocorre todos os dias. A persuasão e filtragem ou evidencia de informações de acordo com interesses específicos e muitas vezes antiéticos, pode ser verificada na mídia, nos discursos políticos e até mesmo no marketing enganoso de algumas organizações preocupadas apenas em obter lucro a qualquer custo.

Cabe a cada um, e principalmente aos Gestores da Informação, averiguar minuciosamente os conteúdos e as fontes que são utilizadas para auxiliar as decisões. Torna-se essencial ter uma visão aguçada que enxergue além do que está explícito.

Trecho do filme “Obrigado por fumar”

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: