Infometria: relevância e pertinência

Rhaoni Picoli; Vanessa Viol Moretti.
Ensaio apresentado à disciplina de Infometria.

A gama de documentos produzidos tornou necessário o estabelecimento de indicadores voltados à mensuração da qualidade e quantidade de conteúdos. Leis desenvolvidas por diferentes pesquisadores, como Lotka, Bradford e Zipf, revelam, respectivamente, a predominância de algumas características inerentes à produção do saber: número de autores, número de publicações e número de palavras.

Independente do uso de métricas ou postulados, faz-se necessário refletir, antecipadamente, a respeito do contexto em que os indicadores e a quantificação da ciência são utilizados. Não se pode definir que todos os pesquisadores, publicações e instituições vivem einfometriam realidades iguais e estanques, atribuindo-lhes números em rankings que contribuem para permanência de sua situação em caráter de favorecimento ou desfavorecimento.

É preciso buscar métodos que possibilitem uma análise mais aprofundada e qualitativa, sem perder, no entanto, a importância e validade verificadas nos estudos quantitativos existentes. Cabe, dessa forma, realizar estudos infométricos que sejam capazes de medir a produção científica com qualidade, evitando vieses e predileções.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: